sábado, 8 de março de 2014

Igrejas Evangélicas e Possessões Demoniacas


Primeiro quero dizer que sim, espíritos de trevas existem assim como de luz, não existe trevas sem luz, dia sem noite, bem sem mau, pois um é o oposto do outro, um é a antítese do outro, porem sem as duas metades não existe a totalidade, nós temos poder para abençoar e amaldiçoar como diz a frase “O Bruxo que não pode matar, não pode curar”.

Porem os espíritos das trevas são em grande maioria pessoas que em vida tiveram problemas, sofreram, se apegaram a vida e não quiseram ir embora, pessoas ruins, algumas dessas pessoas se tornaram poderosas e igualmente perigosas no mundo espiritual.
Essas pessoas são conhecidas como Dragões Negros, porem eles não são dragões de verdade, dragão é símbolo do poder da transmutação e magia, e negro faz referencia a negatividade.
Muitos negam a existência do mau, muitos negam a existência da magia negra, porem a noite não é má, a noite é irmã da luz, as sombras não são ruins, as sombras são apenas o reflexo da luz.
Quanto mais forte é a luz, mais forte tende ser a sombra por ela projetada, o mundo não é todo da luz, nem todo das trevas, as pessoas não são somente boas e nem totalmente más, o pior crminoso é capaz de fazer o bem.
E o mais nobre e justo homem é capaz de fazer o mau, as vezes as pessoas que se dizem boas e iluminadas fazem coisa ruins, e as vezes as forças das sombras são capazes de fazer o bem.

As Igrejas: Uma igreja quando abre atrai muita atenção dos seres dos outros planos, quando se fala sobre algo essas palavras ecoam nos outros mundos, por isso que dizem para termos cuidado com o que falemos, pois nossas palavras tem poder. Nossos pensamentos e sentimentos também, e dependendo da energia das palavras e dos pensamentos emanados acabam atraindo seres daquela mesma vibração.
A igreja ela é para os homens, para os humanos, mas espíritos vão ate ela para pedir ajuda, seja católica, budista, mulçumana, centro, terreiro, templo, os espíritos sempre vão sentir as boas vibrações, isso quando a igreja é seria.
Quando a igreja é recente ela precisa ser divulgada, todos devem falar ao máximo sobre ela, pois assim os espíritos iram para conhece lá, seja da religião que for, é obvio que dependendo da religião da pessoa o espírito dela vai ter preferência, e os céticos, como a sabedoria diz “ateísmo acaba quando a pessoa morre”.

O que acontece: “Bichas são do diabo, gays são parasitas, gays tem que morrer, essa gente não merece viver, essa gente tem que queimar no inferno”, “diabo, satã, pecado, demônio, inferno”, quanto mais o pastor fala palavras de ódio, palavras de preconceito, palavras de raiva contra qualquer pessoa ou religião “eles são endemoniados, feiticeiros, macumbeiros”, mais os espíritos vem que o pastor não é serio.
Os espíritos são mais espertos e inteligentes que os vivos, eles sabem que o pastor não é serio, pois na morte não existem ilusões, as ilusões da vida pertencem aos vivos.
Os espíritos observam que a igreja “não vai dar em nada”, que a igreja não vai ser de Deus e sim uma “igreja de GRITARIA, BARULHO e OFENSAS”, e os espíritos que querem ajuda de verdade vão embora, saem correndo de lá, literalmente.
Porem quando um pastor inventa de fazer exorcismos, rezas fortes, supostamente fazer “descer o espírito santo”, ou tentar “descer o fogo divino”, os espíritos mais baixos, os espíritos mais carregados e negativos entram na brincadeira, para um espírito uma cessão de descarrego é um espetáculo.
É como se um monte de palhaços, atores e humoristas estivessem brincando, esses espíritos zombeteiros que ficam vagando pelas ruas são atraídos pelos pastores e seus berros e baixarias, e eles começam a influenciar as pessoas, e fazem elas falarem “línguas” que na verdade não existem, falar verdades misturadas com mentiras.
Fazem os olhos delas “virar” e cair no chão e tremer, faz o povo gemer, esses espíritos zombeteiros fazem as pessoas rolarem e se contorcer, ter sensações, tudo isso é obra de espíritos zombeteiros, obras de seres que seriam os demônios da igreja.

O Pastor Ungido: Veja bem, o pastor que nunca fez uma sessão de descarrego começa a invocar os espíritos, nessa situação tem duas hipóteses ou as pessoas vão fazer um teatrinho fazendo de conta que estão endemoniados, ou a pessoa realmente esta sobre a influencia de um espírito zombeteiro, se for um dragão negro que esta brincando, nem todos os pastores do mundo vão conseguir exorciza lo.
Note que as primeiras vezes que o pastor tenta fazer um desses shows as manifestações demoram um pouco, mais vão acontecendo lentamente, isso porque os espíritos vão percebendo que o pastor não é serio, os bons, os que querem ajuda ou ajudar vão embora e entram os zombeteiros.
Em uma igreja com meia dúzia de pessoas pode haver centenas de espíritos, isso porque o espaço não se mede no astral, conforme o pastor é mais conhecido entre os espíritos o seguem por todo o lugar, seja em outras igrejas, seja na sua casa, ate se ele mudar de religião, pois os espíritos sempre vão esperar que ele sempre faça mais um show.
O mesmo acontece em todas as religiões, pois as egregoras sempre nos seguem, um bruxo sempre vai ser um bruxo, mesmo que ele pare de praticar a bruxaria ou se mude para o outro lado do mundo.
Porem a igreja que é pequena pode levar o nome e ter o estilo de uma igreja grande já conhecida, uma Universal, Internacional, Assembléia de Deus, tudo isso atraem os espíritos ligados a uma egregora, não precisando ser boa ou má.    
  
E os Fieis? Cada um tem sua própria energia, cada um pode estar ligado a egregoras diferentes, mas normalmente quando você freqüenta periodicamente um lugar você passa a estar ligado aquela egregora. Mas devo dizer que a muitas igrejas cristãs ótimas, de pessoas boas e bem intencionadas, liderada por pregadores que sabem o que fazer, nem todas são iguais, não da para generalizar nenhuma religião.


E na Bruxaria não tem Possessão?

Eu nunca vi, nem nunca ouvi falar de um ritual de Bruxaria ter possessão, exorcismo, não existe gente caindo no chão e falando línguas estranhas, eu nunca li nenhum livro para bruxos com descrição de como chamar demônios, livro para bruxos.
Mas é claro que existem muitos livros de variações da magia que ensinam de fazer pactos a comandar hordas de demônios.
Existe uma diferença entre possessão e incorporação, incorporar é trazer ao seu corpo uma entidade, isso existe no Espiritismo, Umbanda, Candomblé e em quase todas as religiões vindas da áfrica, no Paganismo, nós invocamos, pedimos a seres que venham a nós e emprestem sua energia.
Já a possessão é possuir, ser possuído, existe sim casos verdadeiros de possessão, mas não em rituais de magia natural, porem é como eu disse, são espíritos baixos que estão se divertindo, as vezes um espírito foi mandado para atacar uma pessoa, geralmente um membro querido é atacado para enfraquecer a família.
Na Bruxaria temos o banimento que é uma purificação mais pesada, é semelhante ao exorcismo, só que o exorcismo ele apenas tira do corpo, já no banimento ele expulsa e manda para o seu lugar de origem, antes de todos os rituais purificamos o local e banimos qualquer ser ou energia negativa.  



Retirado do Livro:
O APRENDIZ E A SENHORA DA LUA NEGRA
Por: Marcus Vinicius Góes Soares