domingo, 28 de dezembro de 2014

ESBÁ O RITUAL DE LUA CHEIA

Os Pagãos a milhares de anos faziam rituais baseados nas fases da lua e dos ciclos naturais como Verão, Outono, Inverno e Verão, já as bruxos se identificam especialmente com a Lua Cheia, que eles identificavam como sendo sua divindade. sua luz os iluminava e eles não precisavam usar tochas, para não atrair a atenção dos inimigos da magia durante a Idade Media. A lua também era importante para os antigos caçadores que podiam caçar melhor nas noites, a lua é o olho do céu noturno, sem ela não existiria vida na Terra, o esbá é o nome do ritual que ocorre na lua cheia e alguns fazem um semelhante na lua nova, o esbá se divide em três partes.
 
Parte: Agradecimentos
Parte: Atraindo o poder ou “Puxando a Lua”
Parte: Orações e Oferendas

1ª Parte: Agradecemos tudo, nossas experiências, nossos ganhos, os obstáculos superados, seja escrevendo em um papel e depois queimando no caldeirão, ou levantando as mãos para o alto e falando com os deuses.

2ª Parte: Atraímos o poder da lua visualizando que a lua esta descendo ate nós, nos preenchendo e nos tornando parte dela, esse é um ritual para nos darmos conta que somos seres divinos, o divino esta em nós, apenas precisamos despertar o divino com rituais.
3ª Parte: Muitos fazem magias nesse momento, pois esse é o momento certo, pois as energias estão em alta, outros fazem orações, recitam preces e cantam, dançam, queimam ervas em oferendas ou consultam um oráculo.


Por: Marcus Vinicius Goes Soares