sexta-feira, 16 de outubro de 2015

Falando sobre o Caldeirão


O Caldeirão é um objeto ligado a água e ao fogo, é importante que
ele não seja guardado sujo, semelhante atrai semelhante, nenhum objeto ritualístico pode ser guardado sujo, nem ficar encima do altar imundo.
O Caldeirão simboliza o útero feminino, onde tudo é criado, se destrói e se transforma, o caldeirão representa o escuro vazio do universo. Alguns dizem que o caldeirão serve como um portal, outros dizem que é onde a alquimia nasceu com as cozinheiras fazendo as refeições para suas famílias.
Tenha dois caldeirões, um para queimar ervas, feitiços, papeis e outras coisas, e outro para fazer chás e poções, qualquer panela redonda de ferro pode dar um caldeirão, mas se quiser dar um toque especial pinte ela de preto.
O ferro esta ligado a marte. Também pode ser usado panelas de barro pretas, o que importa é a representação simbólica do útero da Grande Mãe.


O típico caldeirão tem três pernas, se tiver quatro ou nenhuma não tem problema, só não pode ser feito de plástico, use o caldeirão banhos, se quiser colocar direito no fogão pode, é muito complicado nos dias de hoje arranjar lenha e carvão só para fazer um chá.
Antigamente as coisas eram muito simples, rústicas, feitas manualmente sobre encomenda ou a própria pessoa fazia, hoje em dia não vejo problema de ir a uma loja e comprar um caldeirão pequeno de uns 50 ou 70 reais.
A colher de pau usada para mexer o caldeirão as vezes era usada como varinha mágica, os caldeirões eram o veiculo para a magia das bruxas. Leia mais sobre os outros instrumentos usados na Bruxaria (Clique aqui).

DICA: Seguindo a linha da Magia da Prosperidade (leia mais aqui) em um caldeirão pequeno você pode colocar grãos como arroz, milho e feijão (feijão não é grão, mas pode ser usado em magias de prosperidade), já que, o caldeirão representa o universo, encher-lo com ervas e símbolos da prosperidade, representaria que o seu universo esta cheio de prosperidade.

Por: Marcus Vinicius Goes Soares