sábado, 17 de outubro de 2015

Recomendando o Filme: Dezesseis Luas

Dezesseis Luas em Inglês Beautiful Creatures (Belas Criaturas), Filme de 2013, com temática Juvenil de Magia e Romance foi um fracasso de bilheteria, mal se pagou, porem eu acredito que ainda é digna de ser assistida, nem que seja uma vez.
Baseado no livro de 2010 de mesmo nome das autoras Kami Garcia e Margaret Stohl.
O nome “Dezesseis Luas” não se explica no filme, talvez no livro.

Basicamente a historia é sobre uma cidadezinha americana cheia de fanáticos religiosos, livros proibidos, atrasada do resto da America, obvia critica a cultura americana que vê os diferentes e estranhos a sua comunidade de forma negativa, o irônico é que o povão preconceituoso da cidade tem razão de ter medo da família da moça.
Ethan Lawson Wate um adolescente que esta no segundo colegial, mas tem cara de ter 23 anos, idade em que o ator tinha quando fez o filme, ele esta tendo sonhos estranhos com uma garota, um dia ele encontra um estranho medalhão e fica com ele.
Nesse dia Lena Duchannes uma moça que chama a atenção de Ethan, se muda para a cidade e vai para a mesma sala do rapaz, ela faz parte de uma antiga família misteriosa da cidade que é acusada de ser satanista e fazer coisas macabras. Os dois se interessam um pelo outro e começam a namorar.
Lena Duchannes é uma Conjuradora (quem faz conjuros de magia) que é uma forma criativa de chamar uma pessoa de Bruxa, o interessante é que a magia que eles fazem é poderosa, no entanto parece ser bem mais sutil do que a de Harry Potter, porem ainda é a magia cheia de efeitos especiais de Hollywood que não tem nada haver com o mundo real.
O Filme não fez sucesso, mas achei interessante alguns conceitos.
Por exemplo, a família de Conjuradores da personagem Lena, comemoram os Solstícios de Verão e Inverno e os Equinócios de Outono e Primavera como se fosse um dia especial, diferente de outras historias de bruxas.
Outra coisa que eu achei interessante, é que aos 16 anos as mulheres são “invocadas” pela sua verdadeira natureza, da luz ou das trevas, na historia ser “invocada” não é algo bem explicado, mas acredito que signifique “assumir o seu verdadeiro eu”. No entanto os homens parecem poder escolher se vão ser da luz ou das trevas, visto que Macon Melchizedek Ravenwood o tio da menina era das trevas e decidiu ser da luz.

Por: Marcus Vinicius Goes Soares