sexta-feira, 25 de janeiro de 2019

Opinião Sincera sobre o Mar de Lama e a Espiritualidade

Como sabem Ontem (25 de Janeiro), a barragem de fragmentos da mineradora “Vale” rompeu, gerando um mar de lama que praticamente destruiu a cidade de “Brumadinho” no estado de Minas Gerais.
Isso não foi uma “tragédia ambiental”, isso foi um crime ambiental que destruiu carros, casas, matou animais, destruiu a natureza, e principalmente mais de 200 pessoas estão desaparecidas, provavelmente o numero de mortos aumentara já que a lama deixara muitas pessoas com problemas de saúde.
Essa tragédia é muito parecida com o que aconteceu em 2015 no caso de Mariana e que foi culpa da empresa Samarco, de novo no estado de Minas Gerais, esse estado sempre foi alvo de minerações dês da época da colonização e muita gente já morreu por causa dessa exploração (o ciclo se repete, as tragédias se repetem).

O que a Espiritualidade tem a dizer?
Foi Cobrança Karmica?
Foi desencarne coletivo?
Foi culpa do eclipse que aconteceu a alguns dias?
É Sobre a data limite do Chico Xavier?
O Mundo esta acabando, esse é o começo do fim?
Jesus esta Voltando?

Minha Opinião:

Qualquer coisa que eu diga ou que qualquer sacerdote, mestre, líder espiritual, vidente, astrólogo digam será mera especulação, no popular "achismo".
Talvez seja uma combinação de fatores, talvez seja outra questão espiritual maior que nós não sabemos, talvez seja uma peça em um grande jogo de dominó que gerara outros grandes acontecimentos.
Talvez o Brasil se uma, se ajude e comece a mudar para melhor, coisa que não aconteceu depois do caso de Mariana.
Todos tem o direito de darem suas opiniões, interpretarem a situação como desejarem e do ponto de vista espiritual que quiserem, só não significa que seja verdade, não acreditem em tudo que esta na internet ou aparece em um programa sensacionalista.
Eu não acerto sempre, erro muito, não sou o dono da verdade, mas pelo menos eu penso mil vezes antes de postar um absurdo nas redes sociais, o que posto de espiritualidade são coisas que eu vivenciei.
Felizmente eu nunca sofri com nenhuma tragédia/crime ambiental como essa, nem nada parecido, então não posso dar mais detalhes espirituais ou energéticos. 
O Interessante é que a alguns dias eu compartilhei na minha pagina um artigo falando sobre os elementais como sendo os guardiões de Gaia a Mãe Terra e criticando as pessoas por não se importarem com a natureza.
Meus sentimentos para todos que estão sofrendo em Minas Gerais, vamos orar e emanar nossas energias positivas para que esse crime seja punido e as pessoas sejam ajudadas.
Se puderem façam doações, eu irei acender uma vela verde para a natureza e cura.

Por: Marcus Vinicius Góes Soares

terça-feira, 22 de janeiro de 2019

Magia Sexual Para Todos



Magia é energia direcionada com um objetivo.
Tudo gera energia como bater palmas, canto, dança, rodopiar, frases repetitivas, queimar ervas, acender velas ou fogueiras, tocar instrumentos musicais e o sexo também gera energia.
O orgasmo masculino e feminino geram muito poder que normalmente nós desperdiçamos durante o sexo, até mesmo a masturbação masculina e a feminina geram energia, e alguns dizem que é uma energia muito mais poderosa do que o normal, pois a energia sexual é capaz de gerar a vida, a coisa mais sagrada.
Alguns também afirmam que o orgasmo feminino gera mais poder do que o masculino, mas demora mais para algumas mulheres terem um orgasmo do que o homem.

Motivos para a Magia Não Funcionar:

Existem dois motivos para a Magia não funcionar.
O Primeiro Motivo é que faltou energia, faltou poder, objetivos grandes exigem mais esforço.
O Segundo Motivo é que você direcionou o foco das suas energias para a coisa errada.
Vou dar um exemplo; Você faz uma magia para “Eu quero um emprego”, o seu foco é o “Eu quero”, pois vai continuar querendo, você esta focado na sua necessidade, no seu desespero, nas contas, na falta de dinheiro.
Você deve focar no prazer e na satisfação, na conquista e na realização, durante suas magias você deve imaginar que o seu objetivo já esta realizado, que já aconteceu.
Não fique pedindo aos Deuses, agradeça a eles pelo que você tem e pelo que você deseja ter como se já tivesse acontecido, emane ao universo gratidão ao invés de desespero.

Como usar a energia Sexual:

Foque o tempo todo!

O foco da magia deve sempre estar nas mentes dos envolvidos no ritual, no caso, no ato sexual, não adianta você estar com a mente no seu objetivo e a outra pessoa estar com a mente em outra pessoa ou situação, isso vale para todo o tipo de magia.
Durante o seu ritual, perto do seu altar você vai transar com o seu parceiro, se a outra pessoa não quiser participar ou você não tiver um parceiro, se masturbe, pode usar um “brinquedo erótico”.
Se quiser fazer o ritual no seu quarto ou mesmo colocar um colchão em frente do altar dentro do circulo, quem quer transar faz isso até de pé.
Se você for usar símbolos mágicos pode desenha-los com canetas nos seus corpos, ou escrever neles o objetivo do ritual.
Durante o sexo imagine que a energia dos seus corpos estão indo em direção ao seu objetivo, tornando ele mais claro, mais real e palpável, com mais cores e contrastes.

Boa parte da magia é visualização.
A magia sexual pode ser feita entre heteros, gays, lesbicas ou grupos inteiros.
Algumas pessoas coletam o gozo e o usam como se fosse uma espécie de oferenda e o colocam no altar, alguns homens deixam seu semem secar em um tecido e o queimam durante o ritual para gerar ainda mais poder.
Alguns afirmam que quanto mais tempo o sexo durar, mais energia a magia terá.
A magia sexual não precisa ser complicada, demorada, exigir coisas estranhas.
Simplicidade e pureza são lindas!
O que importa é ser feito com amor e funcionar.

ATENÇÃO:
Ninguém é obrigado a Nada!
Você Não é obrigado a fazer o que não quer, ou não gosta.
Você Não tem o direito de Forçar os outros a nada.
Você não deve sair por ai e transar com qualquer um por qualquer motivo com a desculpa de estar fazendo “magia”.
Se alguém usar a magia, religião ou espiritualidade como desculpa para transar com você não aceite se não quiser.
E vale lembrar; o que você faz, volta para você, por mais que demore, o retorno é garantido.
Se prejudicar alguém, se manipular os outros, um dia sofrera as consequências de seus atos, então faça o bem e recebera o bem.
Na Bruxaria Existem tradições diferentes com crenças e praticas diferentes, em um coven pode se praticar magia sexual e em outros isso não ira acontecer, nenhum coven serio ira desrespeitar seus membros e obriga-los a fazer o que eles não querem, se isso acontecer saia do coven, procure outro mestre.


Ultima Nota: Em nenhum ritual que eu fiz com outras pessoas teve magia sexual ou nudez ou qualquer outra coisa que constrangesse ou envergonhasse os outros, eu sempre respeitei e ajudei os meus convidados e aprendizes, no momento não faço parte de nenhuma tradição, coven ou grupo de estudo data: 22/01/2019.

Por: Marcus Vinicius Goes Soares  

sexta-feira, 11 de janeiro de 2019

Comentando a Questão dos Índios


Antes de tudo; “Índio” não é o termo correto, deveria ser “nativo brasileiro” ou “nativo sul americano” ou apenas “nativo”.
Pois quando os europeus chegarem nessas terras eles acreditavam que estavam na Índia, que o povo que aqui vivia eram indianos, mas se eu usar o termo nativo brasileiro a maioria das pessoas não vão entender que eu estou falando dos índios.
Eu não sou descendente de índios, mas eu apoio totalmente os direitos dos indígenas, eu apoio totalmente a preservação das terras indígenas e da natureza.
Os direitos dos indígenas NÃO é negociável!

Cerca de 0,47% da população brasileira é indígena segundo o censo de 2010 do IBGE (Fonte Wikipédia), 1 milhão de pessoas aproximadamente.
Tem menos índios do que LGBTs que seria cerca de 10% da população, ou 20 milhões de pessoas.
O que se você pensar existiam cerca de 2 ou 3, alguns falam que eram 5 milhões de índios quando os europeus chegaram nessas terras.
O povo indígena foi massacrado, escravizado, convertido ao cristianismo a força, a cultura deles não foi roubada, foi destruída!

Existiam vários povos indígenas com crenças e tradições diferentes, não era “tudo a mesma coisa”, eles veneravam divindades diferentes entre si, falavam idiomas diferentes, tinham visões diferentes do mundo, então não existia uma mitologia indígena única para todos.
Agora eu vou dizer o obvio; o xamanismo dos índios brasileiros era diferente dos americanos. Tem pessoas que misturam as coisas, eu não acho que seja errado misturar, mas não é “tudo igual”.

Vamos voltar para 2019, escrevo esse artigo no dia 11/01, o desmatamento das florestas brasileiras chegou a um nível irreversível, mesmo que se parasse agora, as regiões arrasadas pelos madeireiros e fazendeiros nunca mais será o que foi, e a destruição das nossas florestas ira aumentar muito nos próximos anos.
As pessoas que estão no poder não se importam com o meio ambiente, eles não acreditam que animais tem alma, eles não acreditam que as florestas importam, na verdade os políticos são um reflexo da grande população.
Os políticos que estão no poder veem os índios como sendo “os outros”, para muitos cristãos os índios são pessoas sem religião, sem Deus.
Os poderosos não se importam com os índios, tem politico que acha que índio é aproveitador e que as minorias tem direitos de mais.
E pior tem muita gente pseudo espiritualizada, esses falsos “seres de luz” que acham que a espiritualidade dos índios é inferior.
E vou criticar mesmo!
Tem gente no meio espiritualista que só porque sabe falar em esperanto se acha melhor do que os xamãs ou pagãos.
A espiritualidade de ninguém é melhor ou pior, o que funciona para uns, não funciona para outros, devemos respeitar as crenças dos outros, mesmo que nós não concordemos.
Por exemplo, a anos eu parei de criticar a bíblia, não concordo, mas respeito quem acredita. Mas se alguém aparecer usando suas crenças para justificar seus preconceitos, para atacar os outros, então teremos o direito de nos defender.
Nós da comunidade mística temos que ajudar e apoiar os indígenas e seus direitos que estão sendo destruídos.
As reservas indígenas vão diminuir de tamanho, as florestas vão ser destruídas, os índios já estão sendo atacados e mortos todos os dias, tem noticias novas sobre o genocídio indígena todos os dias.

O que podemos fazer?

Compartilhar informações, não deixe essas atrocidades ficarem no anonimato.
Parar de apoiar políticos que apoiam a destruição dos indígenas e das nossas florestas.
Quando houver protestos, boicotes, manifestações em sua cidade vá e apoie, ajude na divulgação.
O artigo acima é o básico, o mínimo, mas só estamos no começo dessa guerra pela preservação dos nossos tesouros culturais e naturais.
Como diz o ditado: ou você é parte do problema, ou é parte da solução.

Por: Marcus Vinicius Góes Soares


quinta-feira, 10 de janeiro de 2019

Comentando o Primeiro Ritual de Lua Nova de 2019

Domingo dia 6 de Janeiro, primeira Lua Nova de 2019.

Essa foi uma noite especial para honrar a Deusa Hécate, eu estava um pouco desanimado para fazer um ritual mesmo que simples, mas a fé exige persistência, encontrar animo onde não se tem, lembrando que eu tenho depressão, as vezes não tenho animo nem para ir a uma festa. 
A religião exige determinação, continuidade e compromisso, comecei o ano comprometido como já relatei e continuarei com o meu compromisso na Bruxaria.
Esse ritual para Hécate foi simples e rápido, ofereci vinho, água purificada, incenso de canela na batata para atrair a prosperidade, bolo de frutas cristalizadas e queijo cura.
Tenho visto muitos pequenos vultos na minha casa o que é sinal de que existem muitas pequenas entidades na minha casa, acredito que sejam elementais.


Observação: Eu estou relendo esse relato no dia 10, 4 dias depois, ainda tem alguns pequenos seres na minha casa, eles não são do mal, só estou gerando muita energia magica e eles se sentem atraídos, tenho feito uma magia pequena e rápida, todos os dias desse ano, um ano magico e poderoso.

Por: Marcus Vinicius Goes Soares

segunda-feira, 7 de janeiro de 2019

Comentando o Filme: Rei Arthur e a Lenda da Espada



Aviso: Eu pretendo comentar algumas series e filmes com um olhar místico e espiritual.

King Arthur: Legend of the Sword (2017)

Resumindo sem Spoilers Importantes:

Quando o Arthur ainda era criança a Inglaterra estava em paz, até que em segredo Vortigern o irmão mais novo do rei Uther Pendragon e tio do Arthur faz uma união com o rei dos Magos Mordred que por sua vez vai para uma espécie de torre magica onde libera uns poderes sobrenaturais para a guerra e conjura elefantes gigantes do tamanho de prédios para os magos atacarem o castelo de Camelot, então o rei Uther Pendragon usando a excalibur derrota o rei dos magos e acaba com o ataque. Quando ele pega a espada magica ele ganha super poderes além de qualquer um naquele universo.
Em seguida o rei Uther Pendragon é traído pelo irmão, ele e a esposa morrem e a criança Arthur foge em um barco que lembra a ideia do Moises no rio Nilo. E o Arthur é encontrado por prostitutas e é criado em um bordel.

Arthur cresce as margens da sociedade, não diz claramente, mas fica claro que ele era o chefe do bando dele que vivem meio fora das leis, ele não parece saber que é da realeza, parece que ele esqueceu de tudo, até que ele tira a espada da pedra.  Isso tudo são os primeiros 30 minutos do filme.
Acontece muita coisa em 2 horas e tenho a impressão que esse filme era para ter durado 3 horas, mas muita coisa foi cortada, eu não me lembro do nome de nenhum personagem, tem um monte de personagens, nenhum tem profundidade, eu tive que pesquisar na internet para saber quem era quem.
O filme tem um monte de cortes rápidos, cenas de ação bem rápidas, piadas e humor de vários personagens, mas não chega a cair na galhofa, não é um filme de comedia, o humor existe para dar leveza, tem muitas lutas, muita magia, efeitos especiais bons, e em alguns momentos parecia que eu estava assistindo a um jogo de videogame.
Mas eu gostei do filme, uma pena que o filme foi um fracasso de critica e audiência e não vai ter continuação. Talvez o filme tivesse sido melhor se tivesse sido dividido em dois filmes com 4 horas de conteúdo, assim teria explorado melhor aquele universo.


O filme custou 170 milhoes de dólares, não teve lucro, tem uma nota de 31% no rotten tomatoes. Dirigido por Guy Ritchie que eu considero ser um bom diretor.
Era para esse filme dar inicio a uma franquia de vários filmes, uma pena, eu gosto da temática dos cavaleiros, eu recomendo esse filme como uma distração.

Vamos para o Misticismo:

O filme não tem ligação com as lendas arthurianas  e com os cavaleiros da Tavola Redonda.
Ele é um revisionismo muito grande da lenda.

Ícones das lendas como Merlin, Morgana, os Druidas, as Bruxas, Avalon e o santo graal não aparecem no filme, Merlin é apenas citado como sendo o criador da espada Excalibur.   
A espada Excalibur visualmente ela é linda, tem grifos com letras que se iluminam com o poder quando o rei pega nela com as duas mãos, o usuário ganha poderes como eu já escrevi, eu seguiria esse rei.
Uma versão de Avalon aparece só que sem usar o termo Avalon de fato, em um momento do filme o Arthur vai para um ilhazinha sem nenhum habitante no meio de um lago, uma maga a “Maid” acho que falam o nome dela uma vez no filme, a maga abre um portal nessa ilha para uma outra dimensão mais magica cheia de criaturas que não parecem gostar muito de seres humanos.
Os poderes da maga são parecidos com os das bruxas ou druidas, ela tem o poder de controlar os animais, fazer umas poções, em um momento ela invoca uma cobra gigante, não mostra muito sobre ela ou sobre a cultura dela, como eu escrevi, muita coisa é resumida.
Talvez esses animais gigantes venham dessa outra dimensão, não fica bem claro de onde ele vem, o que parece é que esses seres mágicos eles não são do bem e nem do mal, eles são como forças da natureza que são usados pelas pessoas.
A “Dama do Lago” aparece bem rapidamente como sendo uma espécie de espirito que vive nas águas. Tem muita água nesse filme.
Uma coisa que eu achei interessante é quando o vilão, o Vortigern ele vai no subterrâneo do castelo e lá tem umas criaturas meio humanas, meio polvo, ouvi alguns chamando aqueles seres de “moiras”, e as criaturas pedem para que ele faça um sacrifício de alguém que ama para ter poder, e depois que o sacrifício é feito parece que ele é possuído por uma espécie de Deus da guerra, com poderes sobrenaturais, o que me lembra a ideia de que o poder não vem sem sacrifícios.


O Vortigern ele também esta criando a sua própria torre magica medieval, quando mais alta, mais poder ele tem, ele chega a conjurar uma bola de fogo, o que me lembrou a ideia da “Torre de Babel”, quando mais próximo do céu, mais perto de Deus, mais poder você tem.
Vou dar um spoiler previsível do final, o Arthur vira rei oficialmente, e ele esta criando com as próprias mãos a mesa redonda da Tavola Redonda para seus amigos que são nomeados cavaleiros em uma cerimonia rápida e simples de toque da espada excalibur nos ombros.

Balanço Geral:

A historia do Rei Arthur de um modo geral carrega uma crença de milhares de anos e que não é muito aceita nos dias de hoje. Crença de que o poder esta no sangue, o sangue é sagrado. Existe uma energia especial no sangue de algumas pessoas e portando somente eles podem serem os grandes heróis, os grandes reis e se não forem eles liderando o mundo padece.
Hoje em dia vivemos em mundo democrático em que qualquer um poder vir a ser um grande herói, um grande líder.





Por: Marcus Vinicius Goes Soares 

terça-feira, 1 de janeiro de 2019

Entrando em 2019 com Magia e Acompanhado pelos Espíritos


Eu reli o meu relato do que aconteceu no ritual de Réveillon de 2017 para 2018, e o ritual de Réveillon desse 2019 foi bem parecido, as experiências o altar, os desejos.  
Como escrevi no meu relato de Litha, o meu 2018 foi muito difícil, foi um ano ruim, mas a magia amenizou o impacto.
2019 Para mim será um ano de experimentações, um ano para fazer coisas diferentes, tipos de magias diferentes, trabalhar com egregoras diferentes, é necessário fazer coisas diferentes para obter resultados diferentes.
Esse é o meu conselho para quem ler esse texto:
Haja de forma diferente de como você ágil no ano passado.
Seja uma pessoa diferente do que você foi.
Eu Mudei muito, meus conceitos, minhas crenças, minhas prioridades, mas nunca mudei os meus sonhos.

O Ritual em si:

Eu estava na casa dos meus parentes comemorando o Réveillon de uma forma mundana até as 22:40 e 23:00 voltei para a minha casa, me purifiquei bastante ao ponto de me sentir mais leve, por fim fiz o ritual, comecei o ano dentro da Bruxaria, protegido pelos Deuses e Deusas e pelos elementais, dragões e cavaleiros e com o Abralas, um dos servidores públicos favoritos dos ocultistas.
Abri o ano queimando folhas de louro e repetindo sem parar a minha afirmação de desejo para 2019, comecei o ano agradecendo a todos os Deuses e Deusas com quem eu trabalho, agradeci muito aos elementais e demais egregoras que eu chamo com frequência.
Eu me senti livre, vestido de céu, nu como eu vim ao mundo, e me senti o tempo todo sendo observado e ouvido pelos espíritos, em 2 momentos do meu ritual eu juro que ouvi barulhos de pessoas chegando, incluindo passos, eu tinha a certeza que pessoas estavam chegando em casa, mas eram os espíritos se mostrando presentes.

Por: Marcus Vinicius Goes Soares